Como relacionar-se com Colegas Passivo-Agressivos



A psicologia define quatro principais tipos de comportamento: passivo, agressivo, passivo-agressivo e assertivo. Todos nós utilizamos todos os 4 tipos de comportamento, mas sempre há um que é preponderante. O comportamento ideal é o assertivo, mas é comum deixar a passividade ou a agressividade tomar conta em determinadas situações... só não é comum e nenhum pouco saudável tomar conta sempre!


O que é comportamento passivo-agressivo?


A principal característica do comportamento passivo agressivo é a falta de conexão entre o que se fala e o que se faz.

As pessoas com o comportamento passivo-agressivo têm muita dificuldade para expressar desejos e opiniões e dizer como realmente sentem, principalmente, quando não estão contentes com algo. Como consequência, não assumem responsabilidades, se fazem de vítima com frequência e sempre estão “sobrecarregados”. Como tentam fugir de confrontos diretos, tendem a concordar com os outros pela frente, mas reclamam pelas costas. E soltam críticas veladas, cobranças sutis ou provocações educadas.

Depois dessa descrição, posso apostar que você lembrou de alguém!

Este tipo de personalidade é pessimista, crítico, pouco flexível, inventa intrigas, é imparcial, fica “em cima do muro” quando precisa opinar sobre determinado assunto.

Isso pode trazer diversos prejuízos no ambiente de trabalho pois afeta diretamente a credibilidade e o profissionalismo das pessoas envolvidas. Ter uma pessoa assim como colega de trabalho representa um problema, já que não é possível simplesmente se distanciar...


Como lidar com uma personalidade passivo-agressiva?


Além de sugestões óbvias, como evitar reações exageradas, brigas e comportamento passivo-agressivo recíproco, é importante lembrar que, na maioria das vezes, não se trata de você.

Passivo-agressivos não necessariamente são más pessoas. Esse comportamento deixa evidente o medo que têm de entrar em conflito ou a incapacidade de comunicar-se. Eles acham, erroneamente, que as pessoas ao seu redor devem saber o que sentem e que as suas necessidades devem ter prioridade.

Basicamente, foque no núcleo no problema, não na superfície!

O autocontrole é fundamental para lidar com pessoas difíceis no ambiente corporativo. A seguir, confira dicas essenciais para se relacionar com pessoas passivo-agressivas:


1. Seja assertivo, falando o que pensa e precisa, sem enrolar e sem constrangimento. Demonstre firmeza e autoconfiança, mas sem ser agressivo. Mantenha sempre respeito e educação;


2. Para transmitir suas ideias, administrar os conflitos, dar e receber feedbacks, esteja sempre embasado em fatos e dados. Transmita apenas o que vai agregar algo e que traga benefícios ao relacionamento com os colegas;


3. Tenha empatia. Coloque-se no lugar do outro a fim de compreender o que o leva a adotar esse comportamento. Se você conseguir entender como ele funciona, vai ajudá-lo a se sentir mais seguro e se comunicar melhor no ambiente corporativo;


4. Demonstre o quanto você respeita o colega em suas competências e atividades. A melhor forma de romper com arrogância, agressividade, timidez ou insegurança é reconhecer pontos fortes e fazer elogios às realizações, de forma sincera.


Vamos a um EXEMPLO


Considere o exemplo de um colega que sempre reclama que VOCÊ não escutou o que ele tinha para dizer em determinada reunião. Talvez, essa queixa seja sinal de que ele acha que a opinião dele é frequentemente ignorada por todos.

Sabendo disso, você tem duas opções:

  • Agir individualmente de forma a esforçar-se para dar atenção ao colega;

  • Ou dizer algo NÃO para confrontá-lo, mas para abordar o assunto. Algo como “desculpe se eu fiz você se sentir assim, quero que você me conte sua opinião”.

Reconhecer o problema sem agravá-lo transforma toda a situação em uma conversa honesta e sincera, em uma oportunidade de crescimento e pode, ainda, estabelecer um novo padrão de interação.

As nossas escolhas têm um poder surpreendente!


E existe um equilíbrio?


Entre os polos da passividade e da agressividade mora a assertividade, que é a capacidade de expressar a opinião com autoconfiança. É uma habilidade social que, como tantas outras, pode ser treinada!


Nós temos o direito de dizer o que sentimos e o que pensamos, mas só somos assertivos quando permitimos a resposta do outro, nos colocando no lugar dele, nos fazendo entender e querendo entender também. Com assertividade, a pessoa diz sim querendo dizer sim e diz não querendo dizer não. Porém, a forma como ela faz isso não agride, a mensagem é devidamente comunicada e compreendida.

CONECTE-SE

CONTATE

RECEBA MEUS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

© 2020 by Jonnas Lima.